2006/04/01

Mentira!

Uma experiência de emissão com um meio novo. As canções são particularmente adequadas ao dia de hoje: Samba do Grande Amor e A Rosa. Vai dedicado à Ana Sá Lopes (que é fã) e ao mestre do retalho alimentar (que ao menos hoje poderia dizer que era).

7 comentários:

Luis M. Jorge disse...

Primeiro os bróculos do Corte inglês, depois as séries americanas, agora os videozinhos musicais. Qualquer dia está a comprar o Financial Times.

Cãocompulgas disse...

E você continuará a dar erros, enquanto ele compra o Financial Times. BRÓCOLOS e não bróculos.

Luis M. Jorge disse...

As pobres citações que faz no seu blog são melhores do que as correcções que faz aqui. Não são, evidentemente, originais mas revelam algum talento. É uma pena que não seja o seu.

Cãocompulgas disse...

Citando-me:

Luis M. Jorge

O meu talento para citar é semelhante ao seu para pintar... Talentos!

E só lhe respondo agora porque a Hetairaexplica e eu, depois das 11, fomos a uma festa com AMIGOS e só regressámos quase de manhã, depois... depois, tivemos mais que fazer do que ir ver se nos tinham aplaudido ou criticado! E, apesar da solidão que você estaria a sentir às 4 e tal da manhã, porque só assim se explicará o seu azedume e a disponibilidade para retorquir aos reparos feitos, digo-lhe : vá-se foder! Se alguém fez comentários extemporâneos foi você ao Filipe Moura, a dor de cotovelo é uma merda...

Filipe Moura disse...

Tenho um artigo de pendor esquerdista do Finantial Times guardado em Portugal que dá um bom post. A ver se o ponho quando estiver lá (para fazer jus ao nome do blogue).
Vamos lá a ter calma e a evitar os insultos e provocações nas caixas de comentários. É desagradável e não leva a lado nenhum.

Filipe Moura disse...

Finantial não, Financial. Tss tss...

Luis M. Jorge disse...

Caramba, Filipe, com esses erros todos ainda incorre na ira de algum mestre-escola.