2007/05/30

A greve preventiva

Eu não estou de greve. Sou trabalhador independente precário, tanto posso trabalhar à noite e ao domingo como não trabalhar durante a semana (com limites). Em qualquer circunstância, um bolseiro como eu dizer que estava "de greve" seria ridículo. Mas não percebo os objectivos desta greve. As greves devem fazer-se quando há objectivos concretos, e não para protestar contra o governo. Para isso há as eleições. Eu não vi objectivos concretos na convocatória desta greve (que esteve longe de ser unânime, mesmo dentro da CGTP). Assim, o mecanismo da greve só fica empobrecido.