2006/12/21

Antes do jantar anual da LEFT

Um rapaz que eu conheço há uns dez anos escrevia num blogue colectivo, tendo dele saído aparentemente por culpa de um erro de ortografia!
Quando eu tinha chegado aos EUA para o meu doutoramento, ele ainda andava pelo Técnico a licenciar-se em Física. E mandava aos amigos emails com passagens como esta, que transcrevo textualmente:

Caros amigos espero que com vosco esteja tudo O.K.
Venho por este meio comunicarvos que com sorte (se o papa deichar, se
me aceitarem e se houver bolsa) sou mais um a ir para a diaspora, mais
precisamente para a polytechnique.

Filipe Moura:
Confeco que nao tenho lido os teus mails com a assiduidade habitual


E mais, que eu não pude ir pesquisar. Mas em vez de Paris ele acabou por ir doutorar-se para Londres; lembro-me de me mandar outro email a dar a notícia de que tinha sido aceite no Empirial College (sic).

Portanto, afianço que este rapaz é perfeitamente capaz de escrever que o Paulo Portas foi “cunivente” (assim, com “u”) com o Santana Lopes. E escreveu-o, de facto, nos comentários no dito blogue colectivo. O administrador do respectivo blogue, dono de uma mente perversa e pelos vistos admirador do ex-líder do PP, é que viu no “cunivente” uma insinuação torpe. Vai daí envolveram-se numa discussão, que envolveu comentários apagados, tendo ao que consta o simpatizante de Paulo Portas feito ver ao nosso rapaz que certo tipo de assuntos, pessoas e comentários políticos (não necessariamente o do "cunivente") não eram “próprios" para serem abordados naquele blogue. O meu amigo resolveu então em boa hora abandonar um blogue tão rasca e passar a escrever com mais regularidade no seu próprio, que se passou a designar Homem à beira de um ataque de nervos. E tudo isto valeu a pena, porque como eu referi conheço este meu colega há uns dez anos e creio que foi a primeira atitude de adulto que alguma vez o vi tomar.
Estou a referir-me, como já se aperceberam, ao Luís Oliveira, que punha a cabeça em água aos autores e comentadores do Blogue de Esquerda (e do Aspirina B), que numa mesma postagem assinava diversos comentários contraditórios com identidades diferentes. Ao D. João e a Máscara. Ao Cona Verbosa, comentador compulsivo que "precisa dos blogues como do oxigénio para respirar", como lhe chamou o Bombatómica. Luís: vê lá se dás menos pontapés na gramática. E ilumina-nos. Make our days.

3 comentários:

Ricardo Alves disse...

;) pitoresca coincidência...

Luis disse...

Ai que famoso que eu ando ...

Estou preocupado é com o facto de tu dizeres que eu tomei uma atitude de adulto, talvez te deva mostrar o mail que eu enviei ao resto do pessoal do blogue para ver se mudas de ideias.

homoclinica disse...

Deixe lá esses pruridos com os erros ortográficos...
Eu mandei para o Ciência Hoje (http://www.cienciahoje.pt/17263) a nota obituária do Paulo de Almeida sobre o Prof. Sousa Ramos (e ia bem escrito, obituária vem de óbito) e eles colocaram na net (e ainda lá está) a palavra "oblituária", que não existe... Recomendo ao Luis o dicionário online: http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx