2006/09/03

Força camarada!



Fidel Castro (ou era o Che Guevara?) plantou canas de açúcar (ou era milho?) no meio dos agricultores cubanos. Nesta semana, Jerónimo de Sousa ajudou a montar a Festa do Avante!, dando uma mãozinha aos militantes de base anónimos. "Isto descontrai", disse ele. Assim se constroem os mitos.

6 comentários:

Luis Rainha disse...

O homem tem alguns defeitos sérios. Mas é facto que já andava pela Festa a trabalhar no duro bem antes de dar em sec. geral.

Praça Stephens disse...

J de sousa apenas foi operário por meia duzia de dias, só interrompeu essa condição, esta semana, para tirar as fotos que o filipe, obediente, aqui nos traz

Real

Filipe Moura disse...

Olá Real. Há quanto tempo!
Há testemunhos insuspeitos (como o do Luís Rainha) de que o Jerónimo sempre dedicou uma jornada de trabalho à preparação da Festa do Avante. Não é de agora.
Antes das viagens a Luanda ou ao Rio de Janeiro, quantas vezes é que o Sócrates tinha feito jogging?

Praça Stephens disse...

Olá Filipe, tinha-te perdido o rasto e agora vi um link no insurgente (como sabes só leio blogues de esquerda) e cheguei até aqui. Tinhas-te escondido para deixar florescer todo o teu sectarismo, muitos parabéns, acho até que nesse aspecto melhoraste ;)

ó meu caro amigo, então você nunca viu o sócrates a fazer jogging ? a ir às meias-maratonas pelo clube do stress ? isso é uma das mais conhecidas imagens de marca dele, mais até do que o seu pensamento socialista eh eh eh.

quanto ao Luís Rainha o sectarismo dele pede meças com o teu, com uma diferença, ele escreve melhor

abraços
gostei de te encontrar por aqui, comuna

Real

Luis Rainha disse...

Nao é "com o teu", mas sim "ao teu". E gostava de saber qual será a tua ideia de "sectarismo". É já ter visto o Jerónimo a trabalhar na Festa há muitos anos e não ter problemas em disso dar testemunho, mesmo não podendo com o PCP? É uma definição possível, sim senhor.

Praça Stephens disse...

Luís, contigo aprende-se sempre e eu gosto disso.
Sectário sim, mas o teu talento supera tudo o resto, estou-me nas tintas até para a fatwa a Joana Amaral Dias.