2008/02/19

Hábitos espanhóis

Para além dos estereótipos (almoço e jantar tarde, a sesta, etc) há outros hábitos espanhóis menos conhecidos, mas que não deixam de ser surpreendentes. Sabiam que se um comensal sozinho pedir vinho da casa à refeição servem-lhe uma garrafa inteira? Os espanhóis não conhecem as meias garrafas... Durante o dia não sei se é muito boa ideia...
O melhor que a Espanha tem é o El País e o Carrefour, que estão presentes em toda a parte. P ara além dos hipermercados, há a cadeia de supermercados “Carrefour Express”, dentro das cidades. Um país civilizado e que sabe apreciar o que é bom.

5 comentários:

Luís Aguiar-Conraria disse...

Filipe, mas olha que eu nunca tive dificuldades em que me servissem vinho ao copo.

Filipe Moura disse...

Luís, e quem é que te disse que eu queria só um copo? Eu em Bilbau, no fds, estava de férias! :) Mas realmente não me parece um bom hábito regular...
De facto puseram-me uma garrafa cheia e eu bebia a quantidade que quisesse. Na conta vinha um copo de vinho.
Durante a semana jantava tapas em grupo, e pedia-se vinho à garrafa como em Portugal. O que relato era quando pedia um menu individual.

Joe disse...

porra ! nunca mais se cala com a história do Carrefour! está a espera que o aclamemos por ter estado em França é ? sempre a bater na mesma tecla...

Fiambrelete disse...

Pois eu acho piada à estória do Carrefour. Nem sequer sou um "Carrefour lover" mas acho que os bons amigos, tal como Carrefour é para o Filipe, não se devem esquecer. Ainda para mais creio que se deve apoiar quem se dispõe a lutar pelo que gosta. É que neste mundo as coisa mudam quando muitos querem o mesmo e por isso devemos exprimir o que queremos para que se possam formar grupos de pressão.
Lutar pelo Carrefour é um acto de cidadania que me parece importante e talvez leve o Continente a mudar um pouca as suas lojas, para atender aos "Carrefour lovers" que me parecem ser muitos.

Filipe Moura disse...

Não vale a pena perder tempo com estes casos, fiambrelete (o Joe deve ser o Belmiro disfarçado).
Lembrei-me de ti durante a semana passada pois conheci o Galindo (o próprio - cocorococó, lembras-te?). É um chato do caraças - fala para o quadro! Que seca!