2007/10/13

Pseudo-cientistas ao serviço do lóbi das petrolíferas

Não é nada surpreendente como no Insurgente reagem ao Nobel de Al Gore. Mas sobre esta questão, dois pontos. Desde quando é que um prémio Nobel da paz é um prémio científico? Quanto à ciência propriamente dita, não é demais recordar que 90% (noventa por cento) da comunidade científica está de acordo em que o aquecimento global existe e deve-se principalmente à acção do Homem. O AAA poderia apresentar-nos argumentos dos 10% de cientistas que não concordam. Mas da próxima vez por favor não remeta para argumentos de quem de cientista não tem nada.
Sobre esta questão: realmente Al Gore não é cientista. Mas o prémio foi partilhado com o IPCC, que merece todo o crédito. Leiam ainda o Klepsýdra.

5 comentários:

pedro disse...

Por amor de deus Filipe, faz algum sentido essa dos 90%? Para quem nao está no mundo da ciencia até pode colar mas para ti...

ricardo s carvalho disse...

achas que a ciência é democrática, filipe? ou achas que uma experiência como a CLOUD, que podes consultar aqui

http://cloud.web.cern.ch/cloud/

é trabalho marginal e irrelevante, feito por pseudo-cientistas pagos por petrolíferas? e se eles medirem uma correlação significativa, o al devolve a medalha, o dinheiro, ou a medalha e o dinheiro?

Nuno Dias Mendes disse...

Filipe,

90% de cientistas, podem ser 90% de pessoas erradas. Ou.. muita gente cujos projectos de investigação foram financiados por causa do hype que o Aquecimento Global causou e que têm pouco interesse em matar a galinha de ovos de ouro. A comunidade científica não está imune a este tipo de tentações sobretudo quando a generalidade da população já aceitou tacitamente que o Aquecimento Global é uma realidade e indubitavelmente antropogénico.

A parada já vai muito alta.. e muita gente (cientistas e políticos) não pode vir a público dizer que têm dúvidas ou que têm de voltar a analisar os factos.

Se calhar as medidas que estão agora a ser tomadas para "mitigar o aquecimento global" são defensáveis por outras razões que não a iminência de uma catástrofe climática. Mas as pessoas têm o direito de saber a verdade.. e a comunidade científica tem uma obrigação de olhar para os factos. E se há argumentos de cépticos que parecem pôr em causa o "consenso dos 90%" então o que tem de ser feito é uma contra-argumentação sistemática ponto por ponto.. e ainda não vi isso feito. E essa falta, essa recusa em discutir os dados que estão sobre a mesa é um descrédito para 100% da comunidade científica.

Luís Aguiar-Conraria disse...

"Desde quando é que um prémio Nobel da paz é um prémio científico?"

Concordo contigo neste ponto. O Nobel da paz é um prémio político e não científico.
Mas tu, enquanto homem de ciência, sentes-te bem com a ideia de um prémio Nobel político ser atribuído a uma organização científica, o IPCC?
Isto não te causa comichão? Não te incomoda que uma organização científica seja avaliada politicamente? Como é que no futuro eu posso ter a certeza de que o IPCC não tentará menorizar estudos que neguem o aquecimento global, apenas para não descredibilizar o Nobel que receberam?
Não te causou a mesma comichão ver um tribunal de Londres a decidir o que é que eram factos científicos e o que eram erros científicos a respeito destas matérias? Não te parece que se há coisa de que a Ciência prescinde é de validação jurídica e política?

Filipe Moura disse...

Caros, muito obrigado pelos vossos pertinentes comentários. Conto responder-lhes amanhã, ok?