2007/02/12

Os grandes derrotados do fim de semana (II)

O parcialismo e tendenciosismo na informação televisiva. Para além do que relatei aqui - e que gostaria que não passasse sem um esclarecimento -, a RTP durante a tarde de domingo anunciava a cobertura do referendo nas televisões estrangeiras. Como fundo, a CNN, que tinha aberto um fórum de discussão. O que dava na RTP era isto e não mais do que isto: um depoimento de uma espectadora da CNN, segundo a qual o "sim" não poderia ganhar, pois tal significava a "liberalização total do aborto" e era "contra a vida". Escolhido a dedo, hã? Em pleno dia da eleição.
Das televisões, salvou-se a TVI. Falem-me na influência da esquerda na comunicação social, que eu digo-vos.

1 comentário:

Emiele disse...

Exactamente, Filipe. Chocante. Sobretudo os meios de comunicação «oficiais» - a RTP a repetir um P'rós e Contras e pedido porque o primeiro não tinha corrido lá muito bem para o Não, o Júlio Machado Vaz 'censurado' na Antena Um, mas o que é isto!!!???
O que faz pensar que se os meios de comunicação tivessem cumprido o seu papel e fossem mais isentos o resultado poderia ter sido mais favorável ao Sim, e ter havido menos indecisos.