2007/02/02

Desta vez fui eu

Lembro-me várias vezes de uma história que o Nuno me contou e que se passou entre o pai dele e Mário Soares, quando este ainda era Presidente e visitava a cidade de onde o Nuno vem. O pai do Nuno foi convidado para três cerimónias diferentes, em três locais distintos da cidade, de recepção ao Presidente. Nas três cerimónias houve a “sessão de apertos de mão”, que Soares distribuia a toda a gente que via. O pai do Nuno levou três, no mesmo dia, um por cerimónia. Das três vezes Soares perguntou-lhe “Como está?” antes de passar ao convidado seguinte.
Na terça feira foi a minha vez de levar um aperto de mão e um “Como está?”. Ainda estou a dois do pai do Nuno, e ainda tenho esperança de o igualar. Duvido é que sejam tantos no mesmo dia...

4 comentários:

Menino Mau disse...

estive lá e ele não disse nenhum " Como está".mas ainda me ri um bom bocado com as histórias dele

Nuno disse...

Para ser mais exacto, foi em três salas diferentes na mesma cerimónia: a inauguração da FNAC (a do ar condicionado) em Lisboa.

Filipe Moura disse...

Nuno, a história afinal é ainda melhor do que a que eu contei...

Filipe Moura disse...

Menino Mau, tinhas de ter passado por ele...