2008/02/29

Vim agora da lição de jubilação do prof. Luís Alcácer

"Os limites da ciência", era o título. Foi fixe. Tenho um sacana de um artigo para arbitrar há dois meses. Desculpem se isto está demasiado intimista, mas estou algo bêbado.

Um dia bissexto

Já estava à espera de um dia como este há quatro anos. E não, não é por ser dia 29 de Fevereiro.

Um elogio bissexto

Abro uma excepção no meu hábito de não assinalar aniversários de outros blogues no Avesso do Avesso (prefiro deixar uma mensagem nos comentários). Hoje, 29 de Fevereiro, faz quatro anos o Blasfémias. Apesar do insuportável tom regionalista (por vezes a roçar o provinciano) de alguns textos, apesar do filo-sionismo e do apoio incondicional às acções terroristas de Israel, apesar de toda a demagogia do João Miranda, apesar da destemperança do Carlos Abreu Amorim, apesar da Helena Matos, é da mais elementar justiça reconhecer que é um blogue de grande qualidade e um espaço de debate aberto sem paralelo na blogosfera portuguesa. Parabéns a todos os autores. (E, de mim, só levam outro texto como este daqui a quatro anos!)

2008/02/28

Bilbau, cidade de arquitectura e artes


Mais de quatro anos depois, regressei a um museu Guggenheim. O Guggenheim de Bilbau não se compara com o original no acervo, e mesmo na arquitectura (considero o original um marco). Mas ainda assim é um conjunto que causa belos efeitos, bem integrado na ria que atravessa Bilbau.
O melhor museu de Bilbau é o das Belas Artes, diziam-me e diziam os guias que consultei. É provável que tal seja verdade. Só tendo tempo para visitar um museu, considerei seriamente escolhê-lo, mas acabei por não resistir ao apelo do Guggenheim. O apelo da “marca” que eu conhecia (e de que gostava) foi mais forte.

2008/02/27

O Insurgente na telenovela Duas Caras

Estava eu noutro dia a ver a telenovela da SIC e dou de cara com... um dos Insurgentes! Dedico assim este vídeo ao blogue brevemente reaparecido hoje (já desapareceu outra vez...) e que completa três anos. Quem será o professor Gilmar na vida real? Será o Miguel Noronha? Ou o André Azevedo Alves? Na verdade não deve ser nenhum deles: liberais fassistas talvez sejam, mas discípulos de Fernando Henrique, nem o Fernando Henrique merece isso!

(ver o vídeo por volta dos 7 min)

2008/02/26

Morreu Rubens de Falco

O actor brasileiro foi um dos inesquecíveis protagonistas de A Escrava Isaura, o programa de televisão visto em mais países no mundo inteiro.

2008/02/25

Grandes liberais e pequenos vigaristas (2)

A continuação do meu texto anterior, sobre as diferenças nos restaurantes portugueses e estrangeiros relativamente às entradas, hoje no Cinco Dias.

2008/02/21

À Benfica

Dantes falava-se nos "quinze minutos à Benfica". Agora, fala-se nos "cinco minutos à Benfica", os cinco minutos finais que evitam derrotas que pareciam certas. Como hoje. Eu já estou habituado e sempre acreditei que o Benfica acabaria por passar, mesmo não sendo benfiquista (e se calhar por isso).

2008/02/20

Bilbau


Bilbau nalgumas coisas pareceu-se-me com Estrasburgo (os passeios à beira do rio estreito com as suas pontes, as bicicletas, os tróleis). Mas há algo de nova-iorquino nesta cidade que me agrada. E não são só os atentados terroristas (piada de mau gosto...) ou o Guggenheim. É a cidade a ser lavada com frequência. São as fachadas de alguns prédios. São as praças que são jardinzinhos e que aparecem no meio dos quarteirões e das ruas só com um sentido (só faltam os esquilos). E é sobretudo a combinação omnipresente do mais antigo com o mais moderno. De igrejas e arranha-céus. Do Casco Viejo e da melhor arquitectura contemporânea. Muito bonito.

2008/02/19

Hábitos espanhóis

Para além dos estereótipos (almoço e jantar tarde, a sesta, etc) há outros hábitos espanhóis menos conhecidos, mas que não deixam de ser surpreendentes. Sabiam que se um comensal sozinho pedir vinho da casa à refeição servem-lhe uma garrafa inteira? Os espanhóis não conhecem as meias garrafas... Durante o dia não sei se é muito boa ideia...
O melhor que a Espanha tem é o El País e o Carrefour, que estão presentes em toda a parte. P ara além dos hipermercados, há a cadeia de supermercados “Carrefour Express”, dentro das cidades. Um país civilizado e que sabe apreciar o que é bom.

2008/02/15

''We love you Dick''


O maior físico americano de todos os tempos, Richard Feynman, morreu há 20 anos. Na fotografia, o pano que os alunos do Instituto de Tecnologia da Califórnia, onde leccionava, estenderam na biblioteca quando se confirmou o óbito.
A literatura sobre Feynman (na web e em livros) é inúmera; Feynman é um mito. Ainda assim recomendo esta página e as "wikiquotes", da qual retirei a seguinte:
Physics is like sex. Sure, it may give some practical results, but that's not why we do it.
Grande Feynman, nunca serás esquecido!

2008/02/14

«Continuez à nous amuser, Salvador!»

Na Bastilha, em Paris, com Gilberto Gil, 14 de Julho de 2005

Obituário no El Pais (onde soube da notícia) e no Libération (que chama o cantor, desaparecido ontem aos 90 anos, à la une, e faz dele assunto único). Quem não sentiu o suingue de Henri Salvador?

2008/02/13

Da Cantábria

O sítio é inesperadamente cheio de portugueses. Topa-se com eles em todo o lado. Falei com um grupo, dois casais e os seus filhos, que vieram do Porto à procura de emprego. Deve ser isto que justifica os vôos directos da TAP a partir de Lisboa.
Trabalham em Bilbau, mas preferem viver a 35 km, onde eu estou. Aparentemente essa é também a opçao de muita gente, talvez por ser um sítio mais seguro. Talvez isso justifique éste sítio ser tao caro. Isso e ser um local muito turístico. Quando estiver em Bilbau (no fim de semana) compararei os preços. Por agora é de longe o sítio mais caro onde estive em Espanha. Comparado com Madrid (que é feia, como aqui escrevi, mas nao é uma cidade cara), é uma surpresa. Mas é um sítio muito bonito.

2008/02/12

De Bilbau - a viagem

Comprei o bilhete na TAP. Sabia que a rota Lisboa-Bilbau fora herdada da Portugáilia, e imaginei que o aviao também fosse. Seria uma maneira de voar com a Portugália, algo que nunca tinha feito - mesmo que oficialmente fosse TAP. Com o que nao contava era em voar nisto:



Um aparelho - um Beech 1900D, usado para vôos regionais - tem capacidade para 18 passageiros, mais o piloto e uma assistente. É movido a hélices! Todos os lugares sao simultaneamente à janela e no corredor. À entrada vemos a bagagem a entrar - ao menos sabemos logo que nao a perderam. O compartimento de bagagens é na parte traseira, como a bagageira de uma carrinha. Todo o aviao, aliás, parece uma carrinha que voa. Ainda há espaço para uma casa de banho a separar a bagageira da cabine. Espaço para guardar a bagagem de mao é que nem pensar: tem de ir aos nossos pés, ou ao lado. Vê-se o compartimento do piloto da cabine a maior parte do tempo. Parece que seguimos todos num táxi aéreo...
Foi uma forma inesperada e engraçada de começar a viagem, Veremos como será o regresso.

2008/02/11

Regressa o Dr. House


É uma pena que a esquerda "pós-moderna" seja tao alérgica a personagens como House - ou, na vida real, como José Mourinho. Que demonstram que os fins nem sempre justificam os meios - mas justificam-nos mais vezes do que este provérbio é citado. Que deixaram de acreditar na imperfeiçao e na ausência de máculas - por vezes, para atingir o melhor resultado, há que se sujar. Que fazer compromissos. Infelizmente nao se distingue da generalidade do país, que continua a preferir a mediania cinzenta e bem vestida.

Encontro-me na Cantábria e no País Basco esta semana pelo que, para além de perder o Dr. House, nao posso colocar o til... Impressoes de viagem para breve.

2008/02/07

Carnaval em Ovar


Segunda feira à noite. Muita gente, e quando me vim embora, às duas da manhã, o comboio que eu ia apanhar chegou apinhado de gente. Não cabia mais ninguém. Foliões que vinham a chegar.
Havia o grupo da Ota e o de Alcochete. Para as “construções Jamais” tanto fazia. Ah!, e havia mais para o fim um óptimo trio eléctrico.
Terça feira foi o carnaval trapalhão da aldeia.
Este ano, para mim, foi mesmo o do Carnaval popular.

2008/02/06

Onde Lisboa é mais baiana


Padre António Vieira (nascido há 400 anos)

Não deu samba

Planeava ter ido ao Carnaval da Mealhada, como fui o ano passado, mas no domingo este foi cancelado (como todos os carnavais a norte da Figueira da Foz, este incluído) devido ao mau tempo.
O que me valeu foram os meus contactos, pois caso contrário teria feito a viagem (de onde me encontrava, de comboio eram 45 minutos) debalde. Estamos na quarta feira de cinzas, e quem for à página do Carnaval da Mealhada não vê uma única referência ao cancelamento do desfile de domingo. Nada. Para eles pelos vistos é tudo perfeitamente normal: as pessoas viajarem e baterem com o nariz na tenda ou no sambódromo vazio. O mesmo pode ser dito do Carnaval de Estarreja. Estamos em pleno século XXI, gentes! As páginas da rede são muito bonitinhas, mas têm um objectivo: informar as pessoas em tempo real! Estão a ver?
Definitivamente, ponto a favor do Carnaval de Ovar, que é de longe o que tem a melhor página na rede, com mais informações (entre as quais a do cancelamento do desfile de domingo). A página da Mealhada tem uma música fixe para se ouvir no gabinete mas é muitíssimo pobre, e a actualização da de Estareeja deixa muito a desejar. Vamos corrigir isso?

2008/02/01

Deu Obama


Cada vez há menos candidatos nas primárias norte-americanas. Nos democratas a luta está restrita a dois; nos republicanos, a luta está mais renhida. Mas tudo deve ficar mais claro, senão mesmo decidido, na "super terça-feira" (que por coincidência este ano é a de Carnaval) que se aproxima. É inrteressante fazer-se uma espécie de "Political Compass" adoptado à política americana, o "Electoral Compass" (que encontrei no Véu da Ignorância). Eu fiz, quando ainda todos os candidatos estavam em disputa. Já nessa altura o candidato de que me encontrava mais próximo era Barack Obama. Situo-me à esquerda (economicamente) de todos os candidatos, e socialmente sou tão progressista como Obama. O candidato de que estou mais distante é Fred Thompson (que já desistiu); dos que estão ainda na corrida, é Mike Huckabee. Experimentem também vocês.